Saiba o que deve fazer aos testes rápidos à COVID-19

A Direção Geral de Saúde (DGS) em conjunto com a Agência Portuguesa do Ambiente e o Infarmed, criaram um guia para saber como deve proceder.

Os testes rápidos à COVID-19 já se encontram disponíveis em farmácias há algum tempo, são fácies de usar, mas talvez não saiba o que fazer depois com eles. Por isso, a DGS em conjunto com a Agência Portuguesa do Ambiente e o Infarmed criaram um guia com todas as informações que precisa de saber!

“O objetivo destas orientações passa pela proteção da saúde pública e dos trabalhadores afetos à recolha e tratamento de resíduos, bem como pela prevenção da disseminação da doença”, começa por explicar o documento.

Existe diferença entre um teste com resultado negativo ou positivo. Se for negativo, “devem ser colocados no saco plástico que integra o kit (ou num qualquer saco plástico, caso tal não se verifique) e depositados no contentor dos resíduos indiferenciados”. 

Por sua vez, se der positivo à Covid-19, deverá proceder de uma outra maneira. “Os testes devem ser colocados em duplo saco – no caso do kit conter saco plástico, os resíduos deverão ser colocados nesse saco e, posteriormente, colocado dentro de um saco plástico de lixo resistente – e depositado no contentor de resíduos indiferenciados.

 

Publicidade


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quem nos apoia?!

Patrocínios

Envie-nos a sua mensagem!

     

    Publicidade


    No ar com: Pedro Miguel Silva | Música atual: Rag N Bone Man – Skin | Música seguinte: Nuno Ribeiro - Longe

    Scroll Up