Portugueses acusaram sofrimento psicológico durante a quarentena

Segundo um estudo realizado pelo Instituto Nacional Ricardo Jorge (INSA), sete em cada dez portugueses que fizeram quarentena acusaram sofrimento psicológico. Metade dos inquiridos apresentou sintomas de depressão.

Esta investigação decorreu entre 22 de maio a 14 de agosto de 2020, contando com uma amostra de 6.079 portugueses. Destes, 2.097 são profissionais de saúde. É importante salientar que 92% das pessoas diz ter tido sintomas de ansiedade moderada a grave e 43% sintomas de perturbação de stress pós-traumático.

Ainda sobre o estudo realizado pelo (INSA), um quarto dos inquiridos que continuou a trabalhar à exceção dos profissionais de saúde, apresentou sintomas de exaustão físicas e emocional sendo possível destacar os profissionais de lar de idosos, atendimento ao público e operários fabris.

Nos profissionais de saúde, manifestou-se maioritariamente nos que tiveram contato regular com doentes, os que trataram de doentes COVID-19 e os que ainda tiveram um aumento do horário de trabalho.

 

Publicidade


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quem nos apoia?!

Patrocínios

Envie-nos a sua mensagem!

     

    Publicidade


    No ar com: 91fm Rádio | Música atual: Syro – E Agora | Música seguinte: Paulo Gonzo - Esta Tudo Bem

    Scroll Up