Diretores preocupados com a falta de docentes.

A falta de professores em muitas escolas é um problema grave no contexto pandémico atual.

Os diretores escolares pedem medidas para tornar a profissão mais atrativa.

A pouco mais de um mês do final do primeiro período, continuam a faltar professores em algumas escolas e é um problema cada vez mais grave, embora tenha marcado o início de sucessivos anos letivos.

“Está a ser um ano preocupante em relação à falta de professores no sistema educativo nacional, agravado pela existência do momento que estamos a atravessar, mas mesmo não existindo a pandemia acho que este problema iria falar-se durante este ano letivo”, lamentou o presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP).

Filinto Lima explicou que o problema tende a agravar-se, ano após ano, em função do envelhecimento da classe docente e que, por isso, é necessária uma resposta urgente visto que nos próximos 10 anos 58% dos atuais professores que estão efetivos se irão reformar.

O presidente demonstrou também uma preocupação em criar a profissão mais atrativa.

“Não há uma politica de motivação ou de incentivo para que os jovens que vão para a universidade queiram escolher a opção Educação, isso é um grave problema” defendeu Manuel Pereira.

O representante dos diretores escolares lembra também que é preciso criar incentivos no imediato para que os profissionais disponíveis noutras zonas do país aceitem ser colocadas nas zonas de Lisboa e Algarve, segundo o presidente da ANDE.

 

Publicidade


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quem nos apoia?!

Patrocínios

Envie-nos a sua mensagem!

     

    Publicidade


    No ar com: Igor Martins | Música atual: Os Quatro E Meia – Ola Solidao | Música seguinte: Hmb - Lembra-te De Mim Feat Rui Veloso

    Scroll Up