Calendário previsto de vacinação não vai ser cumprido

O objetivo de vacinação no primeiro trimestre era de mais de quatro milhões de vacinas. No entanto, o atraso das farmacêuticas na produção vai fazer com que o calendário não seja cumprido.

Esta informação foi dada por Francisco Ramos, coordenador do plano de vacinação nacional contra a COVID-19, ao Jornal de Negócios. “O nosso País não deve receber mais do que cerca de 200 mil doses da Pfizer até março, sendo que o plano era de 1,5 milhões de doses.”

 No caso da vacina da AstraZeneca, a previsão passava pela chegada 1,4 milhões, número que deve ser reduzido para cerca de 700 mil doses. Só o calendário de entrega da vacina da Moderna deverá corresponder ao acordado, com 227 mil doses a entrarem em Portugal no primeiro trimestre de 2021.

 

Publicidade


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quem nos apoia?!

Patrocínios

Envie-nos a sua mensagem!

     

    Publicidade


    No ar com: Igor Martins | Música atual: Pedro Abrunhosa E Os BandemÓnio – Lua | Música seguinte: Simple Minds - Don't You Forget About Me

    Scroll Up